NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) A terça-feira começa com muita instabilidade em grande parte do Brasil. Os ventos no alto da atmosfera junto com um corredor de umidade da Amazônia mais uma área de baixa pressão sobre o Paraguai favorecem a formação de nuvens de chuva entre o oeste de Mato Grosso até parte da Região Sul, principalmente no Paraná onde já chove em algumas cidades. Na Região Norte, as instabilidades estão espalhadas em praticamente toda a Região com chuva principalmente na Amazonas. Na segunda-feira choveu forte entre o Sul e o Sudeste do Brasil por diversos fatores, dentre eles, instabilidades que atuam em níveis mais altos da atmosfera que provocaram chuva forte (porém pontual) em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Além do Sudeste, algumas cidades de Santa Catarina também registraram grandes volumes de chuva entre ontem e hoje. (CHUVA FORTE NA RMSP) Ontem teve fortes temporais no estado de São Paulo, com acumulados de mais de 50mm na Região Metropolitana de São Paulo e no leste do estado de São Paulo. Na capital paulista choveu bem também, com acumulados de chuva chegando aos 37mm, em especial na zona oeste e no centro da cidade. Além disso, na região do Campo Limpo teve o transbordamento do Córrego Morro do S, na altura da Avenida Carlos Caldeira Filho com Rua Túlio Mugnaini, das 14h40 às 15h07 de ontem. E mais 9 alagamentos transitáveis e 7 intransitáveis na cidade de SP. Boa parte dessa chuva se deve, ao calor, à alta umidade, às instabilidades em altitude, além de um sistema de baixa pressão atmosférica na costa paulista e o corredor de umidade que vem da Amazônia. Na RMSP, segundo o corpo de bombeiros, entre 00h00 às 17h00: Enchente: 01 ( Embu )   Desabamento: 01 ( Ribeirão Pires ) Queda de árvores ou na iminência: 91 ( Arujá, Suzano, Embu, Ribeirão Pires, Saúde, Jabaquara, Mogi das Cruzes ) (CHUVA FORTE ENTRE SUL E SUDESTE) Nas últimas 24 horas a região que mais choveu no Brasil foi no leste de Minas Gerais e na região Serrana do Rio de Janeiro, na primeira região a chuva ocorreu entre o final do dia de ontem e esta madrugada e no Rio mais durante esta madrugada.  Boa parte dessa precipitação é por conta da alta umidade, do calor e de um cavado na região (que é uma região alongada de uma relativa baixa pressão num plano horizontal, neste caso em vários níveis da atmosfera. Na região de cavado as linhas de pressão não se fecham. As linhas de pressão abertas apresentam uma ondulação). Além disso, ainda há uma área de baixa pressão atmosférica na costa do Sudeste, que dará origem a um ciclone extratropical. Salienta-se que outro ciclone extratropical começará a ser formado no dia 02/12 no sul do país, dando origem a uma frente fria no decorrer do dia 03/12, e que ajudará a causar chuva, junto com o corredor de umidade que vem da Amazônia no Sul e Sudeste do país. (CHUVA BR) Pelo Cemaden, os maiores acumulados de chuva das últimas 24h (até às 8h20) foram:Carandaí-MG: 85mm   Petrópolis-RJ: 66mmNatividade da Serra-SP: 63mmBlumenau-SC: 62mmBarbacena-MG: 61mmMonte Mor-SP: 58mmÁguas Mornas-SC: 57mmPomerode-SC: 57mmSantos Dumont-MG: 57mm DADOS CAPITAIS (CHUVA) Pelas estações do INMET, hoje: Belém-PA: 4,8mm Cuiabá-MT: 5,6mm Curitiba-PR: 0,4mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações do INMET, ontem: Manaus-AM: 6,8mm Salvador-BA: 4,6mm Campo Grande-MS: 9mm São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 8mm Florianópolis (São José)-SC: 18mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 63,7 km/h Hoje pelas estações automáticas do INMET: Não foram registradas rajadas de vento significativas (acima de 50km/h) nas últimas horas. (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Macapá-AP: 24,7°C, mesma sensação Belém-PA: 24,2°C, mesma sensação Palmas-TO: 23,1°C, mesma sensação Manaus-AM: 22,5°C, mesma sensação São Luis-MA: 25,3°C, mesma sensação Fortaleza-CE: 25°C, mesma sensação Natal-RN: 26,3°C, com sensação de 27,6°C João Pessoa-PB: 25,1°C, mesma sensação Recife-PE: 23°C, mesma sensação Maceió-AL: 22,4°C, mesma sensação Aracaju-SE: 24,9°C, mesma sensação Salvador-BA: 24,7°C, mesma sensação Brasília-DF: 15,8°C, com sensação de 14,2°C Goiânia-GO: 18,8°C, mesma sensação Cuiabá-MT: 24,6°C, mesma sensação Campo Grande-MS: 22°C, mesma sensação Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 19,6°C, mesma sensação Vitória-ES: 21,1°C, mesma sensação Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 20,1°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 20,1°C, mesma sensação Curitiba-PR: 17,7°C, com sensação de 16,6°C Florianópolis (São José)-SC: 22,6°C, mesma sensação Porto Alegre-RS: 17,6°C, com sensação de 16,5°C (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Macapá-AP: 32,2°C Belém-PA: 33,8°C Palmas-TO: 35,5°C Manaus-AM: 30,5°C São Luis-MA: 31°C Teresina-PI: 35,4°C Fortaleza-CE: 32,3°C Natal-RN: 30,3°C João Pessoa-PB: 31,6°C Recife-PE: 31,6°C Maceió-AL: 31,6°C Aracaju-SE: 31,2°C Salvador-BA: 30,1°C Brasília-DF: 27,9°C Goiânia-GO: 33,3°C Cuiabá-MT: 37,6°C Campo Grande-MS: 35,5°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 30,8°C Vitória-ES: 31,2°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 28,8°C São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 32,4°C Curitiba-PR: 26,4°C Florianópolis (São José)-SC: 30,2°C Porto Alegre-RS: 26,6°C (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações do INMET, ontem: Palmas-TO: 27% (Estado de Atenção) Goiânia-GO: 25% (Estado de Atenção) (NEVOEIRO) Até as 08:26:06, de acordo com os Aeroportos: Nenhum dos principais aeroportos das capitais brasileiras registraram nevoeiro nas últimas horas. (FENÔMENOS DIVERSOS NOS AEROPORTOS) Nos Aeroportos, até às 08:26:07: O Aeroporto Júlio Cezar Ribeiro (Belém-PA) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP) registrou névoa seca nas últimas horas.