NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Uma nova frente fria aumenta a quantidade de nuvens nesta quinta-feira (30) e também traz algumas trovoadas para a faixa sul do Rio Grande do Sul. Porém, com ventos no alto da atmosfera empurrando o sistema para o oceano, o sistema ainda não trouxe chuva até 7h da manhã. No Nordeste, as Ondas de Leste trouxeram nuvens mais carregadas. No interior do País, o tempo seco favorece o aumento do número de queimadas, nevoeiros pela manhã e temperaturas mais baixas. (CHUVA) Dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) até 7h da manhã contabilizaram chuva nas últimas 24 horas de 47mm em Cabo de Santo Agostinho, PE, 46mm em Ipojuca, PE, 32mm em Xexéu, PE e Maraial, PE e 24mm em Maceió, AL. (FRIO) A cidade de Iguape, SP, registrou hoje a menor temperatura do ano com 10,6ºC. Já a menor temperatura do dia no Brasil foi observada em Monte Verde, MG com 2,2ºC e sensação térmica próxima de zero grau. (NEVOEIRO) Nesta manhã, o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, SP amanheceu com nevoeiro e visibilidade reduzida a 700m. Até as 7h da manhã, 4 voos haviam sido cancelados. Em Navegantes, SC, a visibilidade fixou restrita a 350m, 400m em São José dos Campos, SP, 200m no Afonso Pena de Curitiba, PR, 500m em Guarulhos, SP, 600m em Joinville, SC, 500m em Barbacena, MG e 100m em Florianópolis, SC. (FUMAÇA) Houve registro de fumaça de queimadas no aeroporto de Porto Velho, RO com visibilidade de 5000 metros. (POLUIÇÃO) Dados da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) das 6h da manhã indicavam qualidade do ar ruim em Santa Gertrudes, no interior, e também na Ponte dos Remédios, na zona norte da Capital paulista. A qualidade do ar no mesmo horário era moderada nas cidades de São José do Rio Preto, Catanduva, Campinas, Santos, Cubatão, Osasco, Guarulhos, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, São Caetano do Sul, Taboão da Serra e na maioria dos postos de medição na cidade de São Paulo. (QUEIMADAS) Segundo as últimas medições dos satélites ambientais do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Brasil registrou 537 focos de calor nas últimas 48 horas. Destes, 81 foram no estado do Maranhão, 79 em Rondônia, 70 no Mato Grosso, 60 no Amazonas e 58 no Mato Grosso do Sul. Já a cidade que mais registrou queimadas foi Corumbá, MS, com 36 focos no mesmo período. O estado de São Paulo registrou 8 focos, um deles em Ribeirão Preto. O Corpo de Bombeiros conseguiu extinguir o fogo de causas desconhecidas no bairro de Quinta da Boa Vista, mas que chegou a consumir uma área de vinte mil metros quadrados.