NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Nesta terça-feira (23), uma área de baixa pressão atmosférica entre a Argentina e o Paraguai e, os ventos em altos níveis da atmosfera que trazem umidade da Amazônia, estão contribuindo para nuvens carregadas sobre a Região Sul do Brasil. De acordo com imagens de satélite, chove de forma mais intensa na fronteira oeste gaúcha. O mar tem ficado agitado ao longo do litoral brasileiro e ontem houve registro de estragos por ressaca no litoral norte de Santa Catarina, na cidade de Barra Velha. No Sudeste, choveu nas últimas horas sobre o Rio de Janeiro por causa de instabilidades que acompanharam a passagem de um sistema frontal pelo ocano. Em Campos dos Goytacazes, árvores caíram e uma pelo menos duas ruas ficaram interditadas. Já em São Paulo, o frio da manhã aumentou. No Nordeste, áreas de instabilidade em baixos e altos níveis da atmosfera organizam chuvas no litoral leste. Em Maceió, AL, a capital registrou quedas de árvores e alagamentos entre domingo e a segunda-feira. (CHUVA) Pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), das 21h de ontem até 8h de hoje: Aracaju, SE: 51mm Coari, AM: 48mm Coca do Acre, AM: 40mm Itabaiana, SE: 29mm Itabaianinha, SE: 23mm Alegre, ES: 22mm (VENTO) Pelo INMET, nesta manhã: Morro da Igreja, SC: 63km/h Guaramiranga, CE: 50km/h (NEVOEIRO) Pelos aeroportos, nesta manhã: Pelotas, RS: nevoeiro (visibilidade reduzida a 400m) Curitiba (Bacacheri), PR: nevoeiro (visibilidade reduzida a 800m) Jacareacanga, PA: nevoeiro (visibilidade reduzida a 800m) (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: São Paulo, SP: 13,4ºC (igualou menor do ano de 29/04/17) (MÁXIMAS DE ONTEM) A maior temperatura do Brasil de ontem pelo INMET foi: Bom Jesus da Lapa, BA: 36,6ºC Já a maior temperatura do mundo, segundo o site Ogimet, foi: Bilaspur (Índia): 49,3ºC