Jornal do Tempo | Notícias

Chuva supera a média do mês em Vitória

Acumulados elevados causaram transtornos na capital capixaba nesta terça-feira (15)

15/05/2018 16:26:00

Por: Redação Somar

A região litorânea do Espírito Santo começou a semana com chuva forte e abrangente. A capital Vitória (ES) amanheceu nesta terça-feira (15) com um acumulado de chuva de 96 mm em 24 horas, segundo o CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), o que resultou em vários pontos de alagamento, vôos cancelados no aeroporto e outros transtornos à população. O acumulado equivale a 11% acima do esperado para todo o mês em apenas um dia.

Essa mesma região vem registrando altos acumulados desde o começo do mês, cenário contrário ao ano passado, que durante o mesmo período registrou apenas 4,8 mm, segundo as estações automáticas do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia).

No momento, a chuva ocorre devido à influência de um centro de alta pressão próximo a costa, que empurra os ventos úmidos do oceano para o continente e ao encontrar condições de instabilidades próximas à costa, provoca a formação de nuvens carregadas.

A previsão segundo a Somar Meteorologia é de que a chuva ainda persista durante os próximos dias pois, além da alta pressão, uma frente fria se aproxima da região com a chegada prevista já nesta quinta-feira (17). Apesar de levar mais chuva, a massa de ar frio não será forte o suficiente para derrubar as temperaturas na região.

Deve chover significativamente também na região litorânea entre Bahia e Alagoas devido a um cavado nos altos níveis da atmosfera, o qual induz condições de instabilidade em superfície e, consequentemente, formação de nuvens carregadas e ocorrência de chuva forte.

Previsão da segunda quinzena de maio:
Apesar dos acumulados já serem altos, a chuva no Espírito Santo está com os dias contados. A previsão é de que o tempo volte a ficar seco a partir de domingo (20) e continue firme até a última semana de maio. Na região litorânea do nordeste, a chuva deve persistir até o final do mês devido à influência de um sistema conhecido como Ondas de Leste, que são características da época e ajudam na formação de instabilidades na região.

Últimas notícias

Buscar notícias