Jornal do Tempo | Notícias

Primeira quinzena de outubro tem o dobro de queimadas, em comparação com 2013

Neste ano o Brasil teve mais de 135.000 focos de calor

15/10/2014 13:48:00

Por: Rafaela Vendramini

O tempo seco e as altas temperaturas favorecem o aparecimento das queimadas. A primeira quinzena de outubro termina com 20.657 focos em todo o país, o valor é o dobro do registrado nesse mesmo período do ano passado. Os cinco Estados com maior número de incêndios florestais são: Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais, Pará e Tocantins.

Minas Gerais, que é o terceiro Estado que mais queimou no país, ano passado ocupava a oitava colocação. Um incêndio ativo no Parque Nacional da Serra do Cipó, no centro mineiro, fechou o local. Segundo o ICMBio (Instituto Chico Mendes), o fogo consumiu 2.500 hectares. Na Serra das Carrancas, outro incêndio deixou uma pessoa ferida e outras duas estão desaparecidas.

De 1º de janeiro até hoje os satélites de referência do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), registrou 136.098 queimadas em todo o território nacional. O ano de 2014 só não teve mais focos de calor do que em 2012, quando neste mesmo período aconteceram mais de 155.000 queimadas.

Segundo a previsão da Somar Meteorologia, até o fim da semana uma massa de ar seco predomina no Sudeste, Centro-Oeste e interior do Nordeste. A umidade fica baixa e coloca muitos municípios em estado de alerta, com índices em torno dos 15%. Além disso, os extremos de calor continuam, com temperaturas acima dos 36°C no interior de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

O alívio para as queimadas e o tempo seco deve chegar somente na semana que vem, com a volta das chuvas generalizadas no Brasil.

Últimas notícias

Buscar notícias